Receba dicas grátis!

O que é Inbound Marketing e como funciona esse novo conceito

2f

O que é Inbound Marketing?

A definição de Inbound Marketing que merece a citação nesse artigo (e que mais fez sentido) é a que faz parte desta apresentação e da empresa HubSpot (basicamente a “criadora” do conceito de Inbound):

“Inbound Marketing pode ser considerado qualquer tática de marketing que se baseia em ganhar o interesse das pessoas ao invés de comprá-lo.”

Muitas das definições vistas por aí falam que o Inbound Marketing tem como pilar três vertentes: SEO, conteúdo e mídias sociais. Limitar o Inbound Marketing a três pilares é o pior que se pode fazer. O limite do Inbound Marketing, na maioria dos casos, é sua criatividade.

Como funciona o Inbound Marketing

Um dos princípios do Inbound Marketing é transformar estranhos em leads, leads em clientes e clientes em divulgadores. Para este grande desafio existe uma metodologia específica, e iremos aprender um pouco mais sobre ela.

Para começar a nos aprofundar um pouco vamos ver alguns princípios. Há três itens que tornam o Inbound Marketing o tipo de marketing que as pessoas amam:

o que é inbound marketing

Quando entregamos o conteúdo certo, no momento certo e no lugar certo, as pessoas recebem muito melhor a informação. Quando você recebe um e-mail de uma marca que você nem ao menos visitou o site, você geralmente deleta ou envia para o spam. Seria completamente diferente se você pesquisasse no Google sobre tipos de pisada, para comprar um tênis de corrida, e aí encontrasse um e-book gratuito em uma loja online sobre o assunto. Cinco dias após baixar o e-book, você recebe um e-mail perguntando o que você achou do conteúdo divulgado, e ainda no e-mail você também recebe uma dica, em forma de infográfico, sobre os tipos de pisadas e os tênis recomendados para cada uma delas.

Para fazer isso é preciso compreender – e trabalhar – cinco princípios importantes:

Marketing de Conteúdo: é preciso produzir conteúdos que sejam direcionados para as pessoas certas. Para isso é preciso definir as personas que irão comprar de você e que tipo de conteúdo ela consome, como e onde ela consome esse conteúdo.

Ciclo de compra: ao definir as personas que são seu público alvo é preciso criar um ciclo de compra para cada uma delas. Para fazer com que estranhos se tornem clientes é necessário entender que cada um deles passa por um processo até concluir a compra. Entender esse ciclo e interagir com ele no status que ele se encontra é essencial para que ele avance no chamado “funil de conversão”.

Personalização: quanto mais você sabe sobre os seus leads, mais você consegue interagir com eles no momento certo e com o conteúdo que eles realmente gostariam de receber, tratando cada um de maneira individual sobre os seus anseios e questionamentos quanto ao seu produto ou serviço.

Multicanais: interagir com pessoas nos momentos certos é saber que essa interação pode vir de vários lugares. O usuário de internet hoje passa bastante tempo no Facebook, procura diariamente no Google, lê blogs de seu interesse, etc. É importante entender quais os canais necessários para alcançar as pessoas certas e gerar os leads certos.

Integração: para o planejamento sair “redondo” é necessária uma integração de tudo isso. Todo conteúdo divulgado precisa ser mensurado e analisado com precisão para que a personalização seja mais eficiente.

Conclusão

Enfim, esperamos que tenham curtido este post, que foi feito com muito carinho e dedicação.

Agora que você já sabe o que é Inbound Marketing faça uma análise completa de Marketing Digital e descubra se sua empresa está pronta transformar estranhos em leads, leads em clientes e clientes em divulgadores.

Adicionar comentário

Show Buttons
Share On Facebook
Share On Google Plus
Share On Linkedin
Hide Buttons